Eleições 2012: 40% dos candidatos congressistas têm problemas na Justiça 

Entre os 92 parlamentares que concorrem nas eleições municipais de outubro, 36 (ou seja, 40% deles) estão sendo investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro. Três senadores e 32 deputados que disputam o cargo de prefeito têm alguma pendência judicial, e um deputado candidato a vice-prefeito também está sob investigação. O levantamento foi feito pelo site Congresso em Foco.

Os 36 investigados enfrentam um total de 30 ações penais (processos criminais que podem resultar em condenação) e 64 inquéritos. O PMDB é o partido com mais candidatos parlamentares sob investigação, com nove representantes, todos deputados. 

Em seguida, aparece o PT, com seis integrantes, entre eles o senador Wellington Dias (PI). O PSDB tem quatro membros investigados, como o senador Cícero Lucena (PB). Já o PDT e o DEM têm três membros cada nessa situação. PCdoB, PTB, PR e PSC têm dois representantes cada no rol de investigados. PSB, PPS e PRP têm um candidato sob investigação no STF.