RS: após racha, PSDB confirma candidatura de Wambert a prefeito 

O diretório municipal do PSDB confirmou nesta segunda-feira a candidatura do professor Wambert di Lorenzo para concorrer à Prefeitura de Porto Alegre. Apoiado pela ex-governadora Yeda Crusius, cuja candidatura chegou a ser cogitada, o político venceu em votação secreta apertada a linha do partido favorável ao deputado federal Nelson Marchezan Júnior, por 56 votos a 53.

Para Nelson Marchezan Júnior, a derrota começou a se construir quando o presidente municipal da sigla, o vereador Mario Manfro - antes favorável a sua candidatura -, deixou de apoiá-lo. "A votação já era esperada em virtude que, nos últimos 40 dias, não consegui concorrer com as propostas financeiras do presidente municipal". Marchezan lembrou que Manfro, representando a executiva municipal, o chamou para concorrer a prefeito no ano passado. "Desde 2011, estávamos trabalhando nisso e não consegui concorrer", resignou-se. "O dinheiro compra alguns votos, não todos", acrescentou.

Após a votação, Wambert di Lorenzo admitiu que o peso da ex-governadora ao seu lado influenciou na vitória. "Nós temos a melhor governadora da história do Rio Grande do Sul. Já é peso suficiente para os tucanos verem que precisamos de um palanque para mostrar o que fizemos pelo Estado", afirmou.

Em relação a um enfraquecimento interno da legenda, ele garantiu que pedirá o apoio de Nelson Marchezan Júnior para a campanha. "Nós dois saímos vitoriosos porque somos tucanos. A vitória foi do PSDB, não de Wambert. Espero que ele esteja do meu lado nessa eleição", convocou. Wambert ressaltou também que não há possibilidade do PSDB não ter candidato em 2012 por divergências - além disso, o partido tem baixos níveis de intenção de voto nas pesquisas recentes. "A decisão da convenção é que sou o candidato do PSDB a prefeito de Porto Alegre. Pesquisa não decide eleição, se decidisse, a eleição seria desnecessária".

Candidatura
O PSDB oficializou neste domingo a coligação na eleição majoritária e proporcional com o PRP. O candidato a vice será o presidente municipal da legenda aliada, Marco Pinheiro. A assessoria do PSDB informou que a nominata de vereadores ainda não está fechada e será anunciada nesta segunda-feira.

Perfil
Wambert Gomes Di Lorenzo, 42 anos, é advogado e professor de Ética Ambiental no Programa de Pós-Graduação em Direito da UCS e de Filosofia do Direito, Ciência Política e Direito Constitucional na Faculdade de Direito da PUCRS. Casado e pai de dois filhos, o político é filiado ao Partido da Socialdemocracia Brasileira desde 1991. É um dos fundadores do Movimento Franco Montoro, que resgata os valores do humanismo social cristão e que inspirou a fundação da sigla.