Para Alckmin, eleição não está perdida e Serra tem chance

Em visita a Itaquaquecetuba nesta quinta-feira (28), o governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB) disse que apesar das pesquisas indicarem vantagem da candidata Dilma Rousseff (PT) à presidência da República, a eleição não está decidida. "É uma eleição apertada, mas uma eleição possível. A eleição não está decida não, ela vai ser decidida no domingo e Serra tem chance", afirmou. Ele também agradeceu os votos obtidos na região do Alto Tietê e pediu votos ao candidato José Serra, ao lado do senador eleito Aloyzio Nunes (PSDB).

Segundo ele, as lideranças têm concentrado as energias na eleição do Serra. "Fiz oito Estados do Brasil. Ontem, estive no Piauí, em Alagoas e agora vamos nos concentrar na região metropolitana (de São Paulo)", disse Alckmin que também passou por Osasco - cuja prefeito é do PT, Emídio de Souza - e Santo André. No ABC, Alckmin foi acompanhado pelo prefeito Aidan Ravin (PTB) na caminhada, seguida por carreata no centro de Itaquaquecetuba - o prefeito da cidade, Armando da Farmácia (PR) apoia Serra.

Nesta sexta-feira, estão previstas visitas a Barueri, Ferraz de Vasconcelos. No sábado, Campinas, Guarulhos e São Bernardo do Campo.

Questionado sobre sua nova gestão no governo e a ideia de construir uma unidade prisional na região, Alckmin declarou que haverá estudos e conversas sobre o assunto. "Nós não vamos construir unidade prisional contra a posição do prefeito. Vamos conversar para verificar se é possível ou não, quais são os inconvenientes, ter um diálogo em relação a isso", disse.

O governador eleito do Estado ainda comentou sobre o terceiro aeroporto que deve ser construído na Região Metropolitana da capital. "A prioridade número um é o terceiro terminal de Cumbica e a ampliação de Viracopos. Agora, é possível sim e necessário um novo aeroporto na região metropolitana", informou. De acordo com ele, os pré-estudos que existem indicam a cidade de Mogi das Cruzes como a melhor opção para instalar esse aeroporto. "Nós estamos muito atrasados na questão dos aeroportos, especialmente no que depende do governo federal", acentuou.

Alckmin destacou também a prioridade no prolongamento do Rodoanel para chegar até aos municípios de Itaquaquecetuba e Suzano e às rodovias Ayrton Senna e Dutra. "Aí, nós ligaremos o maior aeroporto do Brasil, que é Cumbica, com o maior porto do Brasil, que é Santos. Então, vai melhorar muito a logística. Eu diria que essa região vai ficar na melhor esquina do Brasil".