Dilma diz que erradicar a miséria extrema é uma meta

A candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT), disse que uma meta a ser alcançada pelo país é a “erradicação da miséria extrema”, durante discurso de apresentação de seu plano de ações sociais, no auditório do Teatro dos Bancários, em Brasília.

“A questão social não é um adereço do programa de governo é o cerne de nosso governo. Não é possível conceber um desenvolvimento sem a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, disse a petista. Ela ressaltou a importância do crescimento da economia, mas disse que o principal indicador “será saber se nós melhoramos a qualidade de vida das pessoas”.

Dilma afirmou que as políticas públicas implementadas pelo governo Lula, em especial o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), tiveram este norte.

A candidata usou o exemplo de ações como a revitalização dos portos brasileiros, a construção de navios e plataformas em estaleiros nacionais, além dos investimentos na construção civil para implementar o programa Minha Casa, Minha Vida, como fundamentais na geração de empregos e melhoria da qualidade de vida.