Deputado do PT em São Paulo diz que tem até 15 assinaturas para CPI do Metrô

O deputado estadual Major Olímpio Gomes (PDT) disse, no fim da tarde desta terça-feira (26), em entrevista ao Terra, que tem entre 10 e 15 assinaturas para pedir a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigue a licitação para a concorrência dos lotes de 3 a 8 da linha 5 (Lilás) do metrô em São Paulo. Segundo Olímpio, o deputado estadual Antônio Mentor, líder do PT na Assembleia de São Paulo, e o deputado eleito pelo Psol-SP Carlos Giannazi, já entregaram assinaturas.

Olímpio tem expectativa de conseguir as demais assinaturas - são necessárias 32 - até o fim desta semana. No entanto, o deputado contou que, com as eleições, a Assembleia "está esvaziada", o que dificulta na procura dos demais deputados. "Se não conquistarmos todas as assinaturas, significa que tanto a Assembleia quanto o governo vão querer tapar o sol com a peneira", afirmou.

O deputado Paulinho da Força (PDT-SP), conforme comentou Olímpio, também apoia a colheita das assinaturas. "Ele (Paulinho da Força) está sensibilizando deputados de outros partidos. Agora, é simplesmente uma questão de localizar esses deputados", disse Olímpio, que ainda acusou o governo.

José Serra

O candidato à presidência da República pelo PSDB, José Serra, comentou, na manhã de hoje, em um hotel na capital paulista, sobre o resultado dos vencedores da licitação. "Eu lembro, já não era mais governador, que o Metrô inclusive anulou uma concorrência por que não gostou dos preços apresentados, exigiu diminuição dos preços. Isso aconteceu na outra licitação, portanto, do ponto de vista dos custos, o Metrô atuou impecavelmente. Se houve ou não entendimento entre as construtoras, é uma questão para ser investigada", disse o candidato ao reforçar que não é mais governador do Estado.