A repercussão da morte do senador Romeu Tuma no Senado

 

O senador Romeu Tuma (PTB-SP) morreu no início da tarde desta terça-feira em São Paulo. Canditado ao Senado nas eleições do último dia 3 de outubro, Tuma estava internado no hospital Sírio-Libanês desde o dia 1º de setembro para tratar um quadro infeccioso de afonia (perda ou diminuição da voz). A morte do senador gerou declarações e homenagens no País. Confira as principais:

Senador Arthur Virgílio (PSDB-AM)

"Meus pêsames à família do senador Romeu Tuma, querido e carinhoso amigo, pelo falecimento dele, ocorrido hoje. Tuma, homem da segurança, delegado da Polícia Federal, corregedor do Senado, jamais deixou a firmeza ofuscar a ternura. Saúde à memória de Tuma. Um grande brasileiro. Vá em paz, querido amigo."

Senador Renato Casagrande (PSB-ES)

"Lamento o falecimento do senador Romeu Tuma, que nos deixou esta tarde. A política brasileira perde um grande parlamentar."