Serra ressalta elementos para aproximação com Marina Silva

Belo Horizonte - Após ter atingido 32,61% dos votos do eleitorado e chegar à disputa presidencial no segundo turno, o candidato à presidência da República pelo PSDB, José Serra, ressaltou na manhã desta segunda-feira (4) os elementos para uma aproximação de Marina Silva (PV) com a campanha tucana. Serra cumprimentou Aécio Neves durante o velório de seu pai e, em seguida, participou de uma coletiva de imprensa.

"Eu tenho muita proximidade com o PV, porque o PV sempre me apoiou na prefeitura e no governo de São Paulo. O grande secretário do meio ambiente Eduardo Jorge foi levado por mim à prefeitura (...). Sem falar nas relações de amizade e proximidade com vários outros integrantes do PV, por isso eu espero realmente uma aproximação", enfatizou Serra.

O tucano disse ainda que como governador do Estado desenvolveu um programa ambiental em parceria com o PV e defendeu o setor como prioritário em seu eventual governo. "A área ambiental é prioritária não como um apêndice, mas dentro da concepção de que nós temos uma nova economia no mundo", explicou. "Elementos para a aproximação do PT existem e eu espero realmente que ela aconteça", acrescentou.

O presidenciável afirmou que Marina contribuiu para diversificar as opções do povo brasileiro e para que houvesse o segundo turno. "Ela contribuiu para a democracia, não só isso como também colaborou para incorporar a política ao voto e para aumentar a participação política da nossa juventude", declarou.

 

Campanha

Em relação aos novos rumos que a campanha tucana deverá ganhar no segundo turno, Serra ressaltou que vai trabalhar durante todos os dias que antecedem o pleito. "Vamos intensificar mais, eu trabalhei desde o primeiro dia, percorri o Brasil inteiro e nunca me deixei condicionar por 'vai e vem' de pesquisas", declarou. "Ontem, curiosamente, ganhamos a pesquisa de boca de urna. Mas, eu nem quis saber qual era a pesquisa de boca urna porque tinha a certeza de que iríamos além dela", revelou Serra.

Além da comemoração tucana, as primeiras horas após o resultado das eleições presidenciais foram marcadas por especulações. Entre elas, sobre uma possível mudança de vice na candidatura de José Serra, porém, o candidato desmentiu as hipóteses. "Eu não creio, eu não ouvi essa especulação. É melhor nem não avançar muito em especulações dessa natureza", resumiu.

Serra, que foi ao velório do pai de Aécio Neves - eleito senador de Minas no último domingo -, na Assembleia Legislativa do Estado, afirmou que depois de se "recompor', gostaria que o senador mineiro o ajudasse na nova fase da campanha. "O Aécio é uma das pessoas chave, junto com Anastasia tanto aqui em Minas como no plano nacional para que a gente chegue a um final muito feliz nesse segundo turno", afirmou.

O tucano disse ainda que fez questão de cumprimentar Aécio e a irmã, Andreia, no velório. "Conheci o pai dele, homem correto e moderado com uma boa índole, um patriota".