Marina diz que apoio à Dilma ou Serra sai após convenção

Marina Silva revelou nessa segunda-feira (4) que tanto José Serra (PSDB) quanto Dilma Roussef (PT) já a procuraram em busca de apoio para suas candidaturas na disputa do segundo turno da eleição presidencial. Segundo ela, os dois candidatos parabenizaram-na pela constribuição dada ao processo eleitoral e manifestaram o desejo de conversar "se eu achar oportuno ou conveniente".

Ela respondeu que iria "viver um processo" e depois se pronunciaria com sua convicção já formada sobre o assunto.

Marina disse ainda que a decisão oficial do PV sobre o apoio só será conhecida após uma convenção partidária que deve ser realizada em 15 dias, no máximo. Ela explicou, contudo, que o estatuto de sua legenda prevê a possibilidade de que aqueles que forem minoria na convenção se manifestem de maneira contrária ao que foi decidido, respeitando a posição majoritária, não sofrendo nenhum tipo de sanção por conta dessa postura.

Isso deixa aberta a possibilidade de que o posicionamento adotado por Marina seja diferente daquela tomado pela maioria. "Eu prefiro fazer uma manifestação partidária", afirmou ela, em referência à postura de Fernando Gabeira (PV), que declarou nesta quinta apoio à candidatura de José Serra. Marina disse que a decisão de Gabeira é uma postura individual do deputado.