Yeda atribui derrota à despolitização da campanha eleitoral no Rio Grande do Sul

A governadora e candidata à reeleição pelo governo do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB) atribuiu a derrota nas urnas neste domingo (3) à despolitização da campanha eleitoral. "Não existe polarização política. O resultado foi fruto da depolitização geral da campanha". Segundo Yeda, seu governo mudou a pauta política do Estado. "E eles (PT) não quiseram discuti-la". Yeda teve 18% dos votos.

A governadora afirmou que a partir de amanhã começa a mobilização para eleger Serra presidente do Brasil. "Somos em menor número, mas somos a resistência democrática do Rio Grande do Sul".

Yeda fez o discurso na sede do PPS, partido de seu vice, Berfran Rosado, em Porto Alegre. Yeda disse que só se pronunciou após ter certeza de que Serra iria ao segundo turno. Ela falou depois de Tarso Genro (PT) ter sido considerado vencedor do pleito gaúcho.