"Vamos encarar o segundo turno com garra", afirma Dilma

Brasília - A candidata à presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, fez o primeiro pronunciamento após a definição do segundo turno pelo TSE, no hotel Golden Tulip, em Brasília. Ao lado de lideranças petistas, ela afirmou que o PT é um "partido de chegada" e cumprimentou os adversários José Serra, Marina Silva e Plínio de Arruda Sampaio pelo desempenho nas urnas. "Vou encarar este segundo turno com muita garra e com energia".

"No segundo turno, vamos ter um processo muito importante de esclarecimento", avaliou a petista. Num tom seco, avisou que fez essa declaração na noite deste domingo em respeito aos jornalistas e fotógrafos que fizeram plantão - em Brasília e Porto Alegre - e aos militantes do PT. "Quero dizer que nós somos bastante guerreiros, bastante acostumados a desafios e somos de chegada".

Dilma anunciou uma coletiva para esta segunda-feira (4), às 16h30, na capital federal.

Durante a tarde, ela acompanhou a apuração de votos com o presidente Lula, no Palácio da Alvorada. A assessoria de imprensa evitou informar aos jornalistas a localização da candidata. Antes do pronunciamento, num hotel próximo ao Alvorada, a desorganização dos petistas obrigou jornalistas e cinegrafistas a correrem para o local definitivo da aparição da candidata, que atingiu mais de 46% dos votos.

No palco, Dilma foi acompanhada pelo presidente do PT, José Eduardo Dutra, o vice Michel Temer (PMDB), o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o ex-ministro Antonio Palocci, o deputado federal José Eduardo Cardozo, o coordenador de comunicação, Rui Falcão, o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e Clara Ant. Os semblantes indicavam cansaço e apreensão.