Sete pessoas já foram presas por boca de urna em Cuiabá

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso apresentou, no início da tarde deste domingo, um levantamento que contabiliza, até agora, sete pessoas detidas pela prática de boca de urna em Cuiabá. No Estado, a Justiça Eleitoral montou uma ação ampliada, como apoio da Polícia Federal e Agência Brasileira de Inteligência (Abin), além das polícias Militar e Civil, com o propósito de garantir a lisura e transparência do pleito.

Presos pela prática de crime eleitoral como a compra de votos estão sendo encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal. Na sede do TRE, juízes eleitorais são responsáveis pela triagem das pessoas encaminhadas ao Cadeião. Irregularidades consideradas de menor potencial para o processo eleitoral, devem ficar sob a responsabilidade dos magistrados de plantão.

Os sete detidos receberão suporte, como refeição no local no horário do almoço. Após a assinatura de Termo Circunstanciado, devem ser encaminhados à presença dos juízes responsáveis pelo Cadeião.