Marina vai ao Acre para votar e afirma que terá segundo turno

A candidata do Partido Verde (PV) à presidência da República, Marina Silva, desembarcou às 23h40 da noite deste sábado (2) no aeroporto Plácido de Castro, para votar em Rio Branco (AC), onde nasceu, na manhã deste domingo (3);

A candidata disse que está em "estado permanente de campanha" e que o Brasil já quebrou o plebiscito, referindo-se aos candidatos José Serra (PDSB) e Dilma Rousseff (PT), sem citar os nomes de ambos.

Marina afirmou que terá segundo turno e o povo brasileiro vai debater o Brasil como ele merece. De acordo com a candidata do PV, as pessoas estão dispostas a ter uma mulher como presidente da República.

"Vão dar a chance para que as duas, com o tempo igual, possam debater o Brasil que interessa. Quem tinha tempo de televisão não tinha programa e quem tinha programa não tinha tempo de televisão", acrescentou.

Marina Silva tentou ser lacônica quando questionada pelo Terra sobre o presidente nacional do PV, José Luis Penna, que declarou, segundo matéria do jornal Folha de S. Paulo, que seu partido não ficaria numa posição neutra.

"Vou preferir ficar com a declaração de dona Terezinha, a mulher que me acolheu quando eu tinha 17 anos e fui trabalhar na casa dela como empregada doméstica. Ela deu uma declaração maravilhosa que está Folha de S. Paulo: ninguém subestime a Marina", afirmou.

"Derrotados com o Serra"
A presidenciável do PV telefonou na manhã de sábado para a coordenação nacional da campanha e orientou que fosse dada uma "resposta dura" às articulações indevidas de apoios da candidata a outros partidos. Ao desembarcar em Rio Branco com Marina Silva, Antonio Alves, um dos principais assessores dela, revelou o tom do telefonema.

"A Marina disse que esse tipo de política velha, comprometida com o fisiologismo, com aliança em troca de qualquer vantagem, não tem lugar na nossa campanha e não pode mais ter lugar no nosso partido. Ela também disse: os que estão fazendo esse tipo de política serão derrotados junto com o Serra".

A candidata vota nesta manhã, em Rio Branco, a partir das 8 horas local (9 horas em Brasília), na 43ª seção eleitoral, localizada na sede do incra, no bairro Aviário. Antes de votar, a candidata terá um encontro com o pastor Luiz Gonzaga na principal igreja da Assembleia de Deus no Acre.

Após votar, Marina Silva participará de uma entrevista coletiva, marcada para as 9 horas, no hotel onde está hospedada. Embarcará em seguida para acompanhar no comitê da campanha, em São Paulo, o desenrolar a votação e apuração.