Campanha de Marina desautoriza manifestações individuais no PV

Embora não cite nominalmente o presidente nacional do Partido Verde (PV), José Luis Penna, que declarou, segundo matéria do jornal Folha de S. Paulo, que seu partido não ficaria numa posição neutra, a coordenação da campanha da presidenciável da legenda, Marina Silva, informou na noite deste sábado (2), por meio de nota oficial, que "desautoriza qualquer manifestação a respeito de apoios da candidata a outros partidos". Em conversa com o Terra, Penna negou o teor da informação publicada no jornal.

O comunicado ainda diz que os coordenadores de campanha e Marina Silva estão convictos de que a verde estará no segundo turno. "Os coordenadores reiteram não haver o menor sentido nas manifestações extemporâneas e individuais de integrantes do Partido Verde. Este assunto não foi discutido em nenhuma reunião e em nenhuma instância da direção do PV", diz a nota.

Ao Terra, o presidente do PV negou o teor da reportagem: "de minha boca nunca saiu nada disso, é um desserviço. Temos total confiança e estamos trabalhando até o último minuto para levar Marina para o segundo turno".