Vox Populi: Wagner cresce cinco pontos e venceria no 1º turno

A pesquisa Vox Populi/A Tarde divulgada neste sábado aponta crescimento de cinco pontos percentuais do governador Jaques Wagner (PT), candidato à reeleição ao governo da Bahia, em relação à última pesquisa do instituto. O petista aparece com 51% das intenções de voto, enquanto o segundo colocado, Paulo Souto (DEM), que sofreu queda de dois pontos, figura agora com 15%. Com este percentual, o petista seria eleito já no primeiro turno.

A pesquisa mostra também crescimento de Geddel Vieira Lima (PMDB), mas ainda insuficiente para ultrapassar Souto. O peemedebista vem com 12%; e, dentre as candidaturas de oposição a Wagner, o maior crescimento foi de Luiz Bassuma (PV), que saltou de 1% para 3%. Com resultado da pesquisa estimulada, o petista venceria no primeiro turno. Indecisos representam 14%, e brancos e nulos são 5%.

O levantamento foi feito entre os dias 25 e 27 de setembro, com margem de erro de 3,1 pontos percentuais. Foram ouvidos 1.000 eleitores em 54 municípios baianos, sob o número de registro no TRE-BA de 43.459/2010.

Espontânea

Os números da pesquisa espontânea, quando não são apresentados os nomes dos candidatos, também apontam vitória do petista em primeiro turno. Wagner aparece com 37% dos votos, também cinco pontos acima da aferição anterior. Souto passa de 7% para 8%; e Geddel, de 6% para 8%. Luiz Bassuma tem crescimento de dois pontos percentuais e aparece com 3%. Nesta modalidade, os indecisos são 37%; brancos e nulos, 6%; e outros candidatos somam 1%.

Segundo turno

A pesquisa fez também uma simulação de segundo turno entre Jaques Wagner e Paulo Souto. O petista venceria com larga vantagem: 63% contra 22% do democrata. Brancos e nulos somam 6,5% e 8,5% são os indecisos.

Senado

Os candidatos da majoritária petista, Walter Pinheiro (PT) e Lídice da Mata (PSB), lideram com 18% e 17%, respectivamente. César Borges (PR) aparece em terceiro, com 14%. Mas a margem de erro indica empate técnico entre os três candidatos.

Em seguida, aparece José Ronaldo (DEM) com 5%. Edvaldo Brito (PTB) e José Carlos Aleluia (DEM) estão empatados com 4%. Edson Duarte (PV), Albione (PSTU) e Carlos Sampaio (PCB) têm 1%. Brancos e nulos são 8%, e indecisos são 27%.