No Distrito Federal, pesquisa mostra Agnelo com 41% e mulher de Roriz com 30%

A disputa ao governo do Distrito Federal não deverá ser definida no primeiro turno. É o que aponta pesquisa do Instituto CB Data divulgada neste sábado (2) pelo jornal Correio Braziliense. Segundo o levantamento, o petista Agnelo Queiroz segue na liderança, com 41% das intenções de voto, seguido de Weslian Roriz (PSC), com 30%.

Esta é a primeira vez que a candidata aparece na pesquisa estimulada feita pelo instituto, que identificou Weslian como "Roriz". Weslian substituiu o marido, o ex-governador Joaquim Roriz, na disputa ao Palácio do Buriti. O Tribunal Regional Eleitoral do DF julga neste sábado o pedido de registro de candidatura de Weslian.

Em terceiro lugar aparece Toninho do Psol, com 10% das intenções de voto. Eduardo Brandão aparece com 1%, mesmo percentual de Rodrigo Dantas (PSTU), que pontuou pela primeira vez. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais, ou para menos.

Descontando-se os votos brancos/nulos e indecisos, Agnelo teria 49% dos votos, contra 36% de Weslian Roriz. Toninho atingiria 12% e Brandão, 2%.

O petista cresceu na pesquisa, passando de 35% para 41%. Toninho do Psol passou de 4% para 10%. Weslian permaneceu no patamar do marido, que era o candidato do PSC até o dia 24 de setembro.

Em uma avaliação com o nome Weslian Roriz na cartela, a candidata aparece com 29% das intenções de voto e Agnelo, com 41%.

A pesquisa foi feita entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro, com 1,1 mil entrevistados. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 33.433/2010.