PF investiga crimes eleitorais em Rio Branco

      RIO BRANCO - Agentes da Polícia Federal estão cumprindo nesta sexta-feira mandados de busca e apreensão nas assessorias de comunicação da prefeitura de Rio Branco, da Assembleia Legislativa e do governo do Acre.

A operação foi autorizada pela Justiça Eleitoral, a pedido do Ministério Público Federal, numa grande operação que apura supostos crimes eleitorais envolvendo o uso da máquina pública.

A Polícia Federal (PF) também cumpre mandados de busca e apreensão no gabinete de campanha do candidato a governador Tião Viana (PT) e na sede da estatal TV Aldeia. Os agentes da PF estão recolhendo vários equipamentos, especialmente os computadores.

A assessora de imprensa do governo do Acre, Tainá Pires, teve que se identificar a um agente da PF para poder entrar no prédio onde trabalha. O mesmo aconteceu com o chefe do Gabinete Civil, Edson Manchini. Ambos não se manifestaram sobre a operação.