PF apreende material em Secretaria de Educação de Macapá

A operação Mãos Limpas da Polícia Federal (PF) cumpriu mais 10 mandatos de busca e apreensão na tarde dessa sexta-feira (1) em Macapá, capital amapaense, todos na Secretaria de Educação do município e de residências de pessoas envolvidas com o secretário da prefeitura. Os pedidos foram feitos pelo ministro Noronha, do Supremo Tribunal Federal (STF) e servem para fortalecer evidências sobre o processo que apura desvio de verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) no Amapá.

A operação iniciou em 10 de setembro quando o candidato à reeleição do governo do Amapá, Pedro Paulo (PP): o ex-governador do Estado, Waldez Góes (PDT); o presidente do Tribunal de Contas, José Júlio Miranda; e o ex-delegado da Policia Federal e secretário de Segurança Pública, Aldo Alves Ferreira, além de outras 16 pessoas foram presas.

Continuam na carceragem da Polícia Federal no Amapá o ex-secretário do Planejamento, Armando Amaral, e o ex-policial federal e chefe do serviço de inteligência da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, Jazildo Santos, por atrapalharem as investigações do caso.