Para Dilma, regras de debate impediram confronto com Serra

Candidata está preocuopada com a crise no Equador

      RIO - Após o debate da Rede Globo, nesta quinta-feira, a candidata à presidência da República Dilma Rousseff (PT) declarou aos jornalistas que não houve confronto com o oponente José Serra (PSDB) em razão das regras acertadas pela emissora. "Eu perguntei a quem restava", afirmou Dilma, que acrescentou: "Quando abriu o bloco, perguntou a quem achava melhor".

A candidata comentou a crise militar no Equador, que se agravou durante o debate. "Nem vi o problema do Equador. Agora no final, eu vi imagens de gás lacrimogêneo (...)que o presidente eleito tenha suporte e permaneça no poder".

Respondendo à pergunta de um jornalista sobre se sua vitória representaria um terceiro mandato do presidente Lula, ela reagiu. "Será um outro governo". Mas admitiu: "sou objeto de uma certa inveja por aí". A petista andou com dificuldade nos bastidores do debate porque se encontra ainda com a perna imobilizada.