No Pará, dois homens são presos por crime eleitoral

Faltando dois dias para as eleições, a Polícia Federal do Pará prendeu nesta sexta-feira (1), dois homens por distribuírem panfletos que acusavam o candidato ao Senado pelo PSDB, Flexa Ribeiro, de enriquecer ilicitamente.

Mario Augusto Marques, de 45 anos, e Paulo Sérgio Rodrigues, de 56, foram encontrados em frente a um shopping da capital distribuindo o material considerado "inadequado". Com eles, foram apreendidos cinco mil panfletos.

Segundo o porta-voz da Polícia Federal, Fernando Sérgio Castro, trata-se de um crime eleitoral, já que o artigo 325 do código eleitoral pune a distribuição de material ofensivo contra os candidatos durante a eleição.

Castro disse ainda que essa é a "primeira detenção por crime eleitoral no Pará" nestas eleições e que os acusados podem cumprir pena de três meses a um ano de prisão.