Na Paraíba, uso de celulares e carros do governo até as eleições foram impedidos

Uma portaria da Secretaria de Administração da Paraíba determinou o desligamento de telefones celulares institucionais e recolhimento dos veículos oficiais do Governo do Estado até depois das eleições. A determinação estabelece exceções e também o recolhimento dos carros que estiverem circulando em descumprimento a norma.

De acordo com o secretário estadual de administração, Antônio Fernandes Neto, a medida visa cumprir uma determinação do próprio governador. "É para que não haja dúvida da lisura do pleito no aspecto do uso da máquina do Governo", garantiu.

A determinação foi publicada na primeira página do Diário Oficial desta sexta-feira (1), através da portaria 296 da secretaria de administração estadual. A partir do final do expediente de hoje até domingo fica determinado o desligamento de todas as linhas de telefonia móvel do governo até as sete da manhã da próxima segunda-feira.

Também está determinado o recolhimento dos veículos oficiais, inclusive os de representação da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo às suas repartições de origem ou ao Centro Administrativo no mesmo período.

A portaria estabelece exceções. No caso dos celulares, das linhas pertencentes ao Gabinete Militar do governador, de fiscalização das Secretarias da Receita, da Administração Penitenciária, da Segurança, bem como das Policias Civil e Militar e os de serviço de urgência da Secretaria de Saúde e do Corpo de Bombeiros. No caso dos veículos, a exceção fica para ambulâncias, os que estão à disposição do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, de fiscalização da Secretaria da Receita, e das Secretarias da Administração Penitenciária, da Segurança e das Polícias Civil, Militar e Gabinete Militar ou que estejam a serviço deste. Qualquer liberação excepcional tem que ser precedida de autorização do Gabinete Militar do governador.