Marina critica alianças dos rivais após último debate

     RIO - A candidata do PV à presidência da República, Marina Silva, saiu do debate realizado pela Rede Globo, nesta quinta-feira, dizendo que seus adversários durante toda a eleição abriram mão de princípios e de serem coerentes com sua trajetória em nome de uma estratégia eleitoral. "Sei que existem aqueles que podem até ir para o segundo turno, mas irão perdendo por ter de fazer alianças incompreensíveis do ponto de vista político, e outros assumindo atitudes nunca antes imaginadas", disse Marina.

A senadora afirmou que evitou tratar de temas polêmicos durante o programa, como o escândalo na Casa Civil ou a questão do aborto, que já foi largamente discutida durante a eleição, porque optou por não ir para "o vale tudo eleitoral".

"Aqueles que começaram com uma gana muito grande de se enfrentar quando ainda tinham a ideia de que a eleição seria apenas um plebiscito, ao perceberam que o plebiscito foi quebrado, sequer se perguntaram espontaneamente" - com essa frase, Marina atacou Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) ao mesmo tempo.

A candidata lamentou o pouco tempo que teve no horário eleitoral para expor suas propostas e programa de governo e voltou a repetir que confia que irá para o segundo turno em condições iguais de disputa com a petista Dilma Rousseff.