TSE libera candidatura de Lessa ao governo de Alagoas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) liberou nesta quinta-feira (30) a candidatura de Ronaldo Lessa (PDT) ao governo de Alagoas. Ele havia recorrido à Corte depois de ter seu registro negado pelo Tribunal Regional Eleitoral alagoano com base na Lei da Ficha Limpa.

Lessa foi condenado em 2006 por abuso de poder econômico e político ao fazer campanha em 2004 para o então candidato a prefeito de Maceió, Alberto Sextafeira (PSB). Após a condenação, Lessa ficou inelegível por três anos.

O relator do processo, ministro Hamilton Carvalhido, assim como Lessa, já foi penalizado e cumpriu a inelegibilidade, não pode ser declarado inelegível mais uma vez pelo mesmo delito. A maioria dos ministros do TSE acompanhou o voto do relator, entendendo que não cabia a aplicação da Lei da Ficha Limpa.

A decisão também favorece Joaquim Brito, candidato a vice de Lessa, que foi condenado por abuso de poder político por prometer vantagens quando era presidente da Companhia Energética de Alagoas.