"Se Lula fosse autoritário, disputaria 3º mandato", diz Marta Suplicy

A candidata ao Senado pelo PT em São Paulo, Marta Suplicy, afirmou nesta quinta-feira (30), durante comício em São Bernardo do Campo (SP), que se Lula fosse autoritário disputaria e venceria um eventual terceiro mandato. Marta foi a segunda a discursar e prestou solidariedade a Netinho de Paula, que falou minutos antes. Ela disse que a ida da polícia à casa do candidato na tarde de ontem é gravíssima. "Se Lula fosse autoritário, ele estaria disputando o terceiro mandato e estaria ganhando. Se tem um homem nesse País que defendeu as liberdades, esse homem foi Luiz Inácio Lula da Silva", afirmou Marta.

"Antes, eles falavam que o Lula iria invadir o apartamento que tivesse mais de três quartos... Agora invadem a casa de um candidato", ironizou Marta.

A petista lembrou ainda o caso do candidato tucano à presidência da República, José Serra, que foi fotografado enquanto supostamente ligava para o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes. "Ontem aconteceu o caso mais grave dessa eleição. Teve candidato ligando para presidente do STF para parar julgamento, disse a ex-prefeita paulistana".