Juiz suspende guia de TV para Senado e mais 66 inserções, em Pernambuco

O Juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, Rodrigo Marques, determinou a suspensão do último programa do Guia Eleitoral para o Senador da Coligação Paraíba Unida e mais 66 inserções de rádio e TV programadas para esta quinta da mesma coligação.

A punição é pela veiculação de propaganda considerada irregular com o objetivo de induzir os eleitores a acreditar que o candidato adversário Cássio Cunha Lima (PSDB) havia desistido da disputa para o Senado e colocado a mulher Sílvia Cunha Lima em seu lugar.

De acordo com a decisão do juiz, houve descumprimento de uma decisão liminar proferida por ele e infração a legislação eleitoral na propaganda considerada "sabidamente inverídica, porque faz previsão futurista".

Por causa disso, os candidatos a Senador Vital do Rêgo e Wilson Santiago, ambos do PMDB, perderam o direito ao último guia eleitoral da TV na noite desta quarta e ainda a 24 inserções de TV e 42 inserções de rádio da coligação programadas para o último dia da propaganda gratuita nesta quinta.

O juiz ainda determinou a remessa de copias dos autos para a Polícia Federal para instauração de inquérito com o objetivo de apurar a prática de crime eleitoral por desobediência, bem como multa de R$ 50 mil em caso de eventual novo descumprimento.