No Rio, Serra agradece apoio do Estadão

RIO - O candidato do PSDB à presidência, José Serra, agradeceu o editorial, publicado neste domingo (26), em que o jornal O Estado de S. Paulo declarou apoio a sua candidatura. "Só tenho a agradecer o reconhecimento de meu trabalho na vida pública. Isso é o editorial, a opinião do jornal, embora o noticiário seja sempre equilibrado, como deve ser. Fico muito satisfeito e muito orgulhoso em ser reconhecido por um órgão tão responsável", afirmou Serra, defendendo a liberdade de imprensa e citando-a como "dever de todo democrata".

"Não há país democrático no mundo sem imprensa livre. A imprensa no Brasil tem sido assediada. E não só os jornais, mas todos aqueles que são democratas devem defender a liberdade de imprensa", afirmou o tucano.

O candidato defendeu também o aumento de 10% para aposentados e pensionistas do INSS ao chegar, por volta das 19 horas deste domingo (26),ao aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, onde participará do debate entre os candidatos na TV Record.

Serra fez questão de ressaltar que sua proposta de aumento é o dobro da oferecida pelo atual governo, mas não explicou como o viabilizaria no orçamento da União. "Amanhã (27) é o Dia Internacional do Idoso. Aqui no Brasil os idosos estão ficando para trás. No Brasil, os idosos foram os que construíram nosso País e até hoje, muitos ainda contribuem com suas famílias. Por isso, tenho defendido um aumento do INSS dos pensionistas da ordem de 10%, que é o dobro do que o governo quer. E também muitas ações da saúde, como fiz no passado", afirmou, relembrando da vacina da gripe e da regulamentação dos medicamentos genéricos, introduzidos quando era ministro da Saúde. Além disso, falou do Centro de Referência da Saúde do Idoso, feito por ele já no governo de São Paulo.

Quanto à entrevista do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso admitindo uma vitória da petista Dilma Rousseff, o candidato tucano afirmou que "não foi isso" exatamente o que FHC dissera.