Advogados de Roriz pedem extinção de um dos recursos do candidato no STF

BRASÍLIA - Os advogados de Joaquim Roriz (PSC), candidato ao governo do Distrito Federal que teve seu registro negado baseado na Lei da Ficha Limpa, pediram ao Supremo Tribunal Federal (STF) o arquivamento da reclamação ajuizada na Corte contra decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que barrou o registro. A reclamação já havia sido negada pelo ministro Carlos Ayres Britto no dia 8 de setembro e estava em grau de recurso. O motivo do pedido é o fato de o STF ter iniciado ontem o julgamento do recurso principal relativo ao registro de Roriz. Para os advogados, “o julgamento do recurso extraordinário prejudicará necessariamente o julgamento do agravo regimental interposto contra a decisão que indeferiu a reclamação”. O julgamento do recurso principal de Roriz, que foi interrompido por um pedido de vista do ministro José Antonio Dias Toffoli, deve ser retomado no início da tarde desta quinta-feira.