Mercadante critica preparativos do PSDB para a Copa de 2014

O candidato ao governo de São Paulo pelo PT, o senador Aloizio Mercadante, participou na manhã desta quarta-feira (22) de um sabatina promovida pelo Portal GCN - de Franca e região.

Mercadante foi questionado sobre o fato de o empresário Eike Batista - o homem mais rico do Brasil e o oitavo mais rico do mundo - ter conseguido um financiamento milionário para reformar o Hotel Glória, no Rio de Janeiro, enquanto os pequenos empresários dificilmente conseguem um financiamento.

Mercadante afirmou que, durante o governo Lula, os financiamentos concedidos aumentaram nove vezes. Sobre a reforma do Hotel Glória, o candidato rebateu: "O Brasil vai sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 e não tem estrutura hoteleira para tanto. Esse financiamento foi um passo à frente dado pelo BNDES".

Em seguida, criticou o PSDB, partido de seu concorrente Geraldo Alckmin, pela demora em definir o estádio que vai abrigar a abertura da Copa do Mundo de 2014: "O governo do PSDB em São Paulo não consegue sair do muro para dizer onde vai ser a Copa e começar a fazer os investimentos necessários. A Bahia e o Rio de Janeiro agora também já querem abrir a Copa. Espero que São Paulo não fique de fora".

Sobre o caso envolvendo a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra, Mercadante foi questionado se o governo Lula e o PT não estariam atacando aqueles que fazem as denúncias, em vez de atacar os envolvidos na corrupção. O candidato discordou e disse que o governo Lula fez o que deveria ser feito: "Ela já está fora da Casa Civil. No governo Lula as coisas não são empurradas pra debaixo do tapete, não".

"É importante o papel da imprensa em denunciar. A questão é que, quando tem denúncia do lado de lá, não tem o mesmo empenho em divulgar de como quando é do lado de cá", completou.