PR: PSDB pede investigação de Osmar Dias por abuso de poder

A assessoria jurídica da campanha de Beto Richa (PSDB) ao governo do Paraná protocolou nesta quinta-feira (16), no Tribunal Regional Eleitoral, ação de investigação por abuso de poder político contra seu principal adversário, Osmar Dias (PDT). A denúncia contra Osmar é pelo fato de, na última terça-feira (14), o ministro da pesca Altemir Gregolin ter participado de um almoço ao lado de Osmar e pedido votos para o pedetista, após participar de evento oficial em Curitiba.

O coordenador jurídico da campanha de Richa, Ivan Bonilha, anexou ao pedido de investigação vídeos e fotos da cerimônia em que Gregolin fez campanha política. "A estrutura do governo federal está sendo usada para socorrer o candidato Osmar. Isso é ilegal", disse o advogado, alegando que Gregolin pediu votos para o pedetista em horário de expediente. "É um pedido de investigação que, se acatado pelo TRE, pode sim resultar na cassação da candidatura", afirmou.

Osmar Dias disse que o apoio do ministro é natural, pela parceria que ele tem com o governo Lula e que Gregolin pediu votos para Osmar no horário de almoço, após cumprir seus compromissos oficiais. "Ele o ministro estava em uma reunião com os pescadores artesanais do Paraná e eu fui convidado para participar do almoço."