Serra afirma que PT e Dilma usam "estratégia da caixa-preta"

Leandro Cesaroni, Portal Terra

S O PAULO - Em um encontro que discutiu o direito às pessoas com deficiência física, na tarde desta quarta-feira (8), em São Paulo, o candidato à presidência pelo PSDB, José Serra, afirmou que o Partido dos Trabalhadores se utiliza da "estratégia da caixa-preta". Segundo ele, o esquema consiste no não comparecimento aos debates, na ocultação do passado e terceirização dos ataques aos adversários.

"Acho espantoso que a candidata do PT (Dilma Rousseff) se esconda atrás de um biombo", declarou Serra, durante evento no hotel Holiday Inn, na zona norte paulistana. "O presidente da República (Luiz Inácio Lula da Silva), além de presidente, se engaja agora como porta-voz de uma candidata que não tem condições de falar nem de atacar".

O tucano disse estar indignado com a violação de sigilo de seu genro, o empresário Alexandre Bourgeois, revelado nesta quarta. "É um trabalho de quadrilha. Minha filha e meu genro não têm nada a ver com política e são agredidos dessa forma por causa de uma campanha", disse. "Esse crime vai além da minha família. Esse episódio envolve todo o Brasil e põe em risco a democracia", completou, reclamando ainda do contra-ataque feito pelos petistas: "você sofre o crime, você protesta e é acusado de ser transgressor".

No fim do discurso, para uma plateia de aproximadamente 100 pessoas, Serra pediu mobilização de todos na busca por votos: "quero pedir a vocês que procurem votos por todos os lados. Nas correspondências, nos e-mails, nos telefonemas", solicitou o candidato. "Costumo dizer que no dia da eleição a gente ganha na ventania. Vamos sair daqui soprando", pediu.

José Serra criticou os atuais investimentos feitos pelo governo federal nas entidades de reabilitação física e de portadores de deficiência. "Há um declínio absoluto de 2006 para cá de órteses e próteses nos hospitais públicos", afirmou, se queixando ainda das condições de acessibilidade a esses deficientes.

O candidato tucano prometeu que, se eleito, expandirá para todo o Brasil a rede de hospitais Zilda Arns, inaugurada recentemente pela gestão tucana. Serra terminou de expor seus projetos afirmando: "não me admiraria se na semana que vem a candidata do PT dissesse 'de todas as maravilhas que fez e de todas que vai fazer pelas pessoas com deficiência'".