PT cria banca de doações para arrecadar recursos em comícios

Portal Terra

BRASÍLIA - Ainda que seja a candidata à presidência da República com o maior volume de doações, com R$ 39,5 milhões, a petista Dilma Rousseff e seu núcleo de campanha decidiram ampliar as possibilidades de angariar contribuições e começaram a oferecer bancas de arrecadação para que militantes possam participar financeiramente do projeto do PT e de aliados na corrida pelo Palácio do Planalto.

A primeira experiência foi feita nesta segunda-feira durante comício na cidade de Valparaíso de Goiás, onde foram montados discretamente alguns pontos de arrecadação de recursos. O volume recolhido foi simbólico, segundo fontes da campanha, mas a iniciativa deve ser repetida a partir de agora na maior parte dos comícios. Equipes da campanha chegarão aos locais dos eventos públicos horas antes da candidata para organizar a logística de arrecadação.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dilma Rousseff tem arrecadação maior que seus dois principais adversários - José Serra, do PSDB, e Marina, do PV - juntos. O candidato tucano recolheu até agora, conforme a segunda parcial do TSE, R$ 26 milhões, ao passo que a senadora verde computou R$ 12 milhões.

Com a estimativa de gastar R$ 157 milhões no processo eleitoral, o comitê financeiro da campanha da petista começou a encaminhar em julho ao empresariado cartas com pedidos de doação. No campo online, a campanha de doações dirigida às pessoas físicas foi inaugurada pela primeira-dama, Marisa Letícia, com um depósito de R$ 1.013 mil. O simbolismo com o número 13, do Partido dos Trabalhadores (PT), foi utilizado também pelo comando da campanha da ex-ministra, que estabeleceu piso de R$ 13 para as doações.