Por protesto, candidata do PCO é expulsa do TRE

Yala Sena, Portal Terra

TERESINA - A candidata do PCO, professora Lourdes Melo, foi expulsa nesta segunda-feira (23) do plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Piauí. Durante sessão, a professora iniciou protesto gritando palavra de ordens contra decisão do TSE que cassou, de uma só vez, todas as candidaturas do partido no Estado.

"Justiça ficha suja, justiça ficha suja", gritou a candidata, acusando o tribunal de só julgar registro a favor dos partidos ricos. Lourdes Melo teve candidatura cassada pelo TSE por irregularidades, além de indeferimento das candidaturas a deputados estaduais, federais e senadores. No total, 10 registros foram cassados. O Tribunal também retirou do ar o programa do PCO no rádio e na TV.

"Ninguém pode aceitar esta injustiça. Quanto ganha um juiz para atrapalhar a vida dos pequenos partidos?", questionava a professora aos gritos.

O presidente do TRE, desembargador Raimundo Eufrásio, teve que parar a sessão e pediu aos seguranças que retirassem Lourdes Melo e partidários do plenário.

"Isso não voltará a acontecer. Aqui não é palco para esse tipo de manifestação. Vamos tomar providências e, se for preciso, virá até o Exército", afirmou o presidente do TRE.

O procurador Regional Eleitoral, Marco Aurélio Adão, informou que as acusações de Lourdes Melo serão analisadas e ela poderá responder por danos morais.

No último programa eleitoral do PCO veiculado na sexta-feira, Lourdes usou imagens da deusa Têmis, símbolo da justiça, em uma nota de R$ 100,00. Ela fez duros ataques contra juízes e o Tribunal.