Deputado da Paraíba quer tirar José Maranhão de programa do PT

Beth Torres, Portal Terra

JO O PESSOA - O deputado federal Luiz Couto (PT) vai ingressar com uma ação contra a coligação "Paraíba Unida". Isso porque o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores inseriu em seu programa eleitoral a imagem do candidato à reeleição, o governador José Maranhão (PMDB), sem a autorização do parlamentar.

Desde que teve início o programa eleitoral, Luiz Couto se recusa a utilizar o espaço, porque não quer que nas suas inserções apareça a imagem de José Maranhão. O PT da Paraíba está rachado e Couto encabeça o bloco que defende a candidatura de Ricardo Coutinho (PSB) a governador.

Nesta quinta-feira (26), após firmar acordo com o Diretório Estadual de que o programa poderia ir ao ar caso fosse gravado com fundo neutro, sem imagem de Maranhão ou Coutinho, Luiz Couto teve uma surpresa: o programa que mandou para a exibição foi modificado e as imagens de José Maranhão e do seu vice Rodrigo Soares (PT) foi inserida no material.

Couto disse que a Direção do PT continua burlando o seu direito à liberdade de expressão. "Não autorizei a inserção da marca com Maranhão no meu programa. Tomarei as providências cabíveis", avisou. O coordenador da campanha de Luiz Couto, Zizo Mamede, disse que "o PT traiu o acordo que fez com Couto para não incluir imagens de José Maranhão e Rodrigo Soares e, por isso, vamos acionar a Coligação na Justiça".

No último dia 17, através do seu Twitter, Couto disse que o seu programa para o guia eleitoral foi censurado pela direção do PT na Paraíba e que, por isso, não foi ao ar no rádio e na TV. Segundo Couto, foram gravados três programas, "mas a direção do partido censurou todos, num processo claro de perseguição". De acordo com a assessoria do parlamentar, o motivo para terem barrado o guia do petista foi apenas por ele não ter feito a propaganda com o cenário do candidato ao Governo da Paraíba José Maranhão.

O coordenador do Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) do PT da Paraíba, Valberto Júnior, informou que não houve veto a exibição do programa do candidato Luiz Couto. Ele explicou que o partido deliberou que todos os candidatos deveriam gravar o guia no cenário produzido pela legenda e disse que Couto se negou a fazer isso.