Bonecão do Serra vira atração no Centro de São Paulo

Marcela Rocha, Portal Terra

S O PAULO - Na hora do almoço, horário de maior circulação no Centro da capital paulista, 15 tucanos empolgados, empossando bandeirões, caminhavam ao lado de um "bonecão" inflável do candidato do PSDB à presidência da República, José Serra. Ao som do jingle "Eu quero Serra" e "Depois de Lula, vem o Zé", os jovens entregavam adesivos com o presidenciável estampado.

O boneco é ainda piloto, peça única na campanha. Segundo membros da produção, que avaliavam a receptividade do brinquedo novo, afirmaram que seriam feitos outros como aquele. O boneco obteve empatia imediata com crianças e senhoras que passavam pela fachada do Teatro Municipal.

Ao lado dos tucanos em campanha, jovens do PT entregavam panfletos do candidato à Câmara dos Deputados Cândido Vaccarezza, atual líder do governo. Não conseguiram esconder o riso com o novo "brinquedinho" dos tucanos. Questionados pela reportagem se sabiam quem era o político estampado nos folders, responderam:

- Líder do Lula.

- Líder onde? - questionou a reportagem.

- Líder em qualquer lugar, oras!

Mais à frente, um transeunte grita: "Dilma!". O Sr. Luiz Nunes, técnico industrial, ensaiou cantar o jingle do tucano para o manifestante. Como não lembrou a letra, contentou-se em declarar seu voto em voz baixa: "não voto no PT nem a pau". E completou seu raciocínio: "se essa senhora ganhar, terei que ir embora do Brasil".

A febre dos bonecos também fazia parte da campanha do então candidato à prefeitura paulistana, Gilberto Kassab (DEM). Em 2010, o candidato a deputado William Woo (PSDB) também resolveu investir e leva seu boneco e uma mão gigante fazendo um sinal de joia. Agora, José Aníbal e Serra são os mais novos adeptos ao "bonecão".

É o segundo dia consecutivo que tucanos fazem campanha por Serra na região. O candidato perdeu, segundo o último Datafolha divulgado nesta quinta-feira (27), a dianteira das pesquisas para sua principal adversária Dilma Rousseff.