Trote sobre visita de Collor a hospital causa alvoroço em AL

Odilon Rios, Portal Terra

MACEIÓ - A informação de que o senador Fernando Collor (PTB)visitaria o Hospital Geral do Estado, a maior unidade pública de saúde de Alagoas que atende pelo SUS, causou alvoroço, nesta terça-feira (17), entre partidários do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB). A suposta visita foi informada através de telefonema anônimo para a direção do hospital, por volta das 9h30min.

Médicos e enfermeiros se organizaram para receber Collor e temia-se que o senador trouxesse televisões e rádios para supostamente usar as imagens e áudios no horário eleitoral gratuito. A unidade é conhecida em Alagoas pela superlotação de pacientes nos corredores.

"O secretário de Saúde, Herbert Motta, soube da visita e ficou esperando uma posição. Ele não apareceu", disse a assessoria do secretário. Motta publicou uma portaria liberando a visita de políticos ao hospital, sem entrar com a imprensa ou assessoria.

O candidato a vice de Collor, o vereador de Maceió, Galba Novaes (PRB), negou a visita, que inclusive não constava na agenda de campanha. ¿O senador estava completamente afônico e desmarcou seus compromissos para ficar em casa e participar de uma entrevista à noite na TV Gazeta¿, disse. A TV Gazeta é afiliada a Rede Globo e realiza sabatinas com os candidatos a chefia do Executivo Estadual.

"Nunca se falou sobre isso, nem ninguém entrou em contato com o hospital informando disso. Até porque a falta de materiais e de médicos naquele hospital é conhecida por todos, basta acessar aos jornais. E esse material a gente já tem. Isso foi boato", explicou. Collor deve retomar sua agenda de campanha amanhã.