Rui Falcão: "Serra vai manter agressividade na campanha"

Claudio Leal, Portal Terra

S O PAULO - Após o debate dos presidenciáveis, organizado pela Folha de S. Paulo, o coordenador de comunicação da campanha de Dilma Rousseff (PT), o deputado estadual Rui Falcão, conversou com o Terra sobre a mudança de comportamento do candidato José Serra (PSDB). No confronto de perguntas, Serra ironizou Dilma e fez ataques diretos à candidata, em alguns momentos apontando "mentiras".

Falcão avalia que Serra manterá "linha de agressividade" nos debates. Mas, dentro da estratégia do PT, enfatiza que o tucano se grudou à imagem de anti-Lula.

Terra - Durante o debate, José Serra adotou a estratégia de atacar o PT, preservando Lula...

Rui Falcão - Não, não. Ele atacou bastante o governo Lula, não só o PT. Agora mesmo, no final, "o plano de Banda Larga tá muito devagar..." O saneamento. Todas essas questões que são marcas do governo Lula, ele atacou. Então, não há dúvida de que ele é o anti-Lula mesmo.

Mas, de maneira geral, ele não usou o discurso anti-petista?

Ele fez questão de citar, covardemente, o Zé Dirceu duas vezes (no Jornal Nacional). O Zé Dirceu não está presente, não tem condições de se defender. Ele citou duas vezes o Zé Dirceu pra relacionar a vinculação do PT com o suposto mensalão.

Ele tenta outro tipo de discurso, depois de abordar a questão das Farc?

Ele vai manter essa linha de agressividade, de derrisão, numa tentativa de evitar a derrota.