Na TV, Serra explora programas de saúde e Dilma a emoção

Portal Terra

DA REDAÇ O - No primeiro programa eleitoral na televisão veiculado em cadeia nacional, o candidato José Serra (PSDB) explorou sua infância pobre e sua ligação com o povo brasileiro, enquanto sua adversária Dilma Rousseff (PT) procurou mostrar-se como mãe, mulher, e, como já era esperado, colou sua imagem à do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ambos os candidatos líderes nas pesquisas buscaram um tom emocional e de intimidade com os eleitores na estreia do horário eleitoral na tevê. Serra apareceu visitando casas de pessoas beneficiadas por programas implantados por ele quando ministro da Saúde, prefeito e governador de São Paulo. Com imagens de uma favela cenográfica, seu jingle é tocado em ritmo de samba. A letra cita o presidente Lula e nomeia o tucano como "Zé Serra".

Já a candidata petista valorizou sua trajetória política e dispensou recursos comuns nesse tipo de programa, como o tradicional jingle e depoimentos de pessoas na rua. Mas teve em vários momentos a voz do presidente Lula como narrador e incluiu depoimentos de pessoas que conviveram com ela, como seu ex-marido e companheiras de luta política e de prisão durante a ditadura militar.

A terceira candidata mais bem colocada nas pesquisas, Marina Silva (PV), preferiu concentrar seu escasso tempo na televisão no tema do meio ambiente. Marina usou imagens do planeta Terra e uma narração em off para alertar sobre a degradação dos recursos naturais e defender políticas de desenvolvimento sustentável. Apenas no final ela apareceu se apresentando como candidata.

O programa de Serra

O tucano José Serra, o primeiro da lista dos presidenciáveis, abriu o programa se apresentando e dizendo que é "com os olhos nesse imenso Brasil e com os brasileiros no coração que começo esse programa de TV".

Uma música nordestina começa a tocar, cantada por Elba Ramalho. Ele então segue dizendo que veio de família modesta, que estudou em escola pública e batalhou muito para chegar até a candidatura. E passa a apontar os principais problemas do País que pretende atacar: saúde, educação, segurança, transportes, drogas e crack. A partir daí, entram os personagens beneficiados por políticas públicas que Serra implantou, como uma senhora que fez cirurgia da catarata e Alex, um deficiente que hoje trabalha com informática.

Uma pequena biografia do tucano é contada, a partir de sua infância pobre e do trabalho do seu pai como feirante, tantas vezes destacado durante a campanha. Além disso, destacam-se suas passagens na Assembleia Nacional Constituinte, na prefeitura e no governo de São Paulo. O programa, no entanto, não cita os anos de exílio no Chile na época de ditadura. Serra atribui à sua gestão no Ministério da Saúde a autoria dos genéricos, a vacinação contra a gripe e o programa contra a AIDS. Essa parte da propaganda ressaltou os mutirões da saúde, as operações de catarata e o tratamento de câncer de próstata.

Chamando-o insistentemente de Zé Serra, o locutor também atribui a ele a criação do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). A locução é entremeada com pessoas na rua falando bem do tucano e os personagens ajudados pelos programas. No jingle, tocado agora em ritmo de pagode, com imagens de uma roda de samba em uma favela cenográfica, Lula é citado: "É o Zé que eu quero lá quando Lula sair (...) sai o Silva e entra o Zé".

O programa de Dilma

O programa eleitoral de Dilma Rousseff (PT) foi o quinto na sequência, depois dos nanicos Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), Rui Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU). Ele começa com uma narração da própria candidata valorizando a paixão e o compromisso para o sucesso frente a um objetivo. Em seguida, aparecem imagens do presidente Luiz Inácio Lula da Silva falando de Dilma no seu discurso na convenção do PT que homologou a candidatura dela.

O programa da petista buscou valorizar o fato de ela ser mulher, mostrou imagens da filha e contou com depoimentos de amigos, do ex-marido, além do presidente Lula. Assim como o tucano, a candidata explorou sua biografia, usando muit