Michel Temer lamenta tom de Indio da Costa em debate de vices

Portal Terra

S O PAULO - Cauteloso nas respostas por conta da última pesquisa Ibope, que mostra Dilma Rousseff 11 pontos à frente de Serra, o candidato a vice na chapa petista Michel Temer (PMDB), lamentou o tom empregado pelo deputado federal Indio da Costa durante o debate dos candidatos a vice, realizado pelo jornal O Estado de S. Paulo, nesta terça-feira.

"Fiz todos os elogios possíveis ao Indio, acho ele um bom rapaz, uma boa figura. Claro que vez ou outra se tentou reduzir um pouco o nível do debate. Eu não entro no nível das reduções dos debates", afirmou.

Ele disse que não sabia que havia relação direta entre a postura de Indio e a queda nas pesquisas do presidenciável Serra. "Algumas acusações de natureza pessoal a Dilma eu registrei e achava ser um exagero, como tentar ligar Dilma ao narcotráfico. Isso não ajuda o eleitorado, não é que baixou o nível, mas não se deve dizer esse tipo de coisa".

Temer afirmou acreditar que o horário eleitoral gratuito, que se iniciou hoje, pode esclarecer ainda mais o eleitorado. O deputado disse que sua coligação está cautelosa e que irá esperar até o dia das eleições para poder comemorar algo.

Sobre o racha existente no PMDB, Temer disse: "unimos mais de 90% em torno da campanha de Dilma. Há ainda um ou outro problema em relação às alianças estaduais". E completou afirmando que estas coligações, que apoiam partidos diferentes na chapa principal, apoiam a aliança nacional entre PT e PMDB. "Neste sentido o partido está unido".

O debate entre os candidatos a vice não previa perguntas diretas entre os convidados. Ao final do evento, o Terra perguntou para Temer que pergunta ele faria aos seus adversários caso tivesse oportunidade. "Eu perguntaria o que eles pensam fazer pelo país, é a pergunta que o eleitorado faria".