Campanha de Serra quer retirada de outdoor de Dilma

Portal Terra

DA REDAÇ O - A coligação "O Brasil Pode Mais" (PSDB/DEM/PTB/PPS/PMN/PTdoB) entrou com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta terça-feira (17), pedindo a retirada de uma placa da candidata Dilma Rousseff (PT), localizada no comitê de campanha em Brasília. Segundo o documento, a faixa configura propaganda irregular, uma vez que seu tamanho seria superior a 4m².

A ministra Nancy Andrighi, é a relatora da representação que contém fotos anexadas para comprovar sua tese. Nela, a campanha tucana alega que a fachada, composta de painéis de vidro com as cores da coligação ¿Para o Brasil Seguir Mudando¿ (PT/PMDB/PCdoB/PDT/PRB/PR/PSC/PSB/PTC/PTN), extrapola a área máxima permitida.

A coligação de Serra sustenta que a norma se aplica também aos comitês de candidatos. "A referida placa e pintura de fachada são absolutamente inadmissíveis, sendo que, no caso, irrefutável é o conhecimento prévio das representadas acerca da propaganda irregular", diz a ação.

Além da retirada da placa, a ação pede aplicação de multa, que pode variar de R$ 2 mil a R$ 8 mil.