Aécio defende transferência de rodovias para Estados

Juliana Prado, Portal Terra

BELO HORIZONTE - Durante visita à cidade de Poços de Caldas, nesta quarta-feira (4), com o candidato à presidência da República José Serra (PSDB), o ex-governador de Minas Gerais e canditato ao Senado pelo PSDB, Aécio Neves, defendeu a transferência das estradas federais para os Estados. De acordo com o tucano, que disputa o Senado, se Serra vencer as eleições presidenciais será um parceiro importante nesta empreitada.

"Se o nosso candidato José Serra vencer as eleições, teremos um apoio vigoroso do Governo Federal, até mesmo com a descentralização da responsabilidade em relação às estradas federais para o Estado". Aécio ainda defendeu a transferência dos recursos da Cide para garantir a manutenção das rodovias pelos governos estaduais. Aécio voltou a afirmar que as estradas administradas pela União estão em situação precária.

Principal cabo eleitoral de Anastasia no Estado, o ex-governador de Minas comemorou a adesão crescente de prefeitos mineiros em torno da candidatura do PSDB ao governo mineiro. Para Aécio, esses apoios poderão ajudar na guinada da campanha de Anastasia, que hoje está cerca de 20 pontos atrás nas pesquisas em relação ao primeiro colocado, Hélio Costa (PMDB).

"A adesão de prefeitos e de parlamentares acontece porque eles entendem que Minas não pode retroceder. Minas, atualmente, cresce muito mais que o Brasil. E Anastasia representa o avanço", afirmou.

Está esquentado

Mesmo ainda muito atrás nas pesquisas eleitorais, Anastasia disse, em Poços de Caldas, estar otimista com o "início da campanha" e com a proximidade da propaganda eleitoral gratuita. "Estamos muito esquentados e na hora em que a base política, que é muito forte, aumentar seu trabalho, passaremos à frente e vamos ganhar as eleições".

O governador mineiro também ressaltou a importância dos prefeitos mineiros em torno de sua candidatura à reeleição. "Temos um 'apoiamento' muito expressivo da larga maioria dos prefeitos de todo o Estado de Minas Gerais".