Marfrig vende Keystone por US$ 2,5 bilhões

A Marfrig vendeu ontem, por US$ 2,5 bilhões, sua processadora de frango Keystone Foods, subsidiária com sede nos Estados Unidos, para a Tyson Foods.  O acordo foi assinado pelo acionista controlador da Marfrig, Marcos Molina, na noite de quinta-feira. Questionadas, Marfrig e Tyson não comentaram o assunto.

As ações da Marfrig despencavam após as notícias sobre a venda da unidade que produz alimentos para redes de lanchonetes e restaurantes. Às 13h13, os papéis exibiam queda de 7,85%.

Segundo a agência Reuters, uma comitiva da Marfrig, incluindo Molina, estava em Nova York na quinta-feira tratando das discussões de um acordo para venda da Keystone. O vice-presidente financeiro da Marfrig, Eduardo Miron, disse na véspera que um acerto para a venda da unidade poderia “acontecer a qualquer momento, nas próximas semanas no máximo”, mas se recusou a informar com que grupo a empresa estava negociando.

No segundo trimestre deste ano, a Marfrig teve prejuízo líquido de R$ 582 milhões, acima do prejuízo de R$ 262 milhões registrado um ano antes. O resultado foi pressionado por adesão da empresa a um programa de renegociação da dívida do Funrural, que impactou o balanço em R$ 616 milhões.