Ibovespa abre em alta e retoma patamar dos 71 mil pontos, na contramão de NY

A Bovespa iniciou o pregão desta segunda-feira, 25, em alta, na contramão do fraco desempenho de suas pares internacionais. Às 10h30, o índice à vista subia 0,78%, aos 70.892,48 pontos, na máxima.

Internamente, o mercado recebeu bem a retirada do pedido de liberdade do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva da pauta de terça-feira do Supremo Tribunal Federal (STF), por decisão do ministro da Corte Edson Fachin.

Entre as blue chips, as ações da Petrobras avançam mais de 2,0%, a despeito do comportamento misto dos contratos futuros de petróleo após a recente decisão de grandes produtores de começar a elevar a oferta da commodity, depois de restringi-la por cerca de um ano e meio.

Durante o fim de semana, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que é informalmente liderada pela Arábia Saudita, e outras dez nações que não integram o cartel, incluindo a Rússia, decidiram elevar sua produção combinada em até 1 milhão de barris a partir do próximo mês, embora o nível efetivo do aumento continue incerto - pode variar de 600 mil a 800 mil barris diários, segundo analistas.