Dólar tem maior queda desde 2008

Nada como um dia depois do outro. Os operadores e investidores que se deixaram levar, quinta-feira, pelo twitter especulativo de Mohamed El-Erian, ex-gestor da Pimco e principal assessor econômico da Allianz, levando o Banco Central e o Tesouro a mostrarem seu arsenal, pagaram caro. Ontem o dólar, que encostara em R$ 3,97, e caiu para R$ 3,91, depois do Banco Central elevar a venda de swaps cambiais para US$ 2,75 bilhões, despencou ontem 5,35% (para R$ 3,7050), na maior baixa diária desde 24 de novembro de 2008, em plena crise financeira mundial. Na semana, o dólar caiu 1,48%. Vários fatores esvaziaram a especulação de El Erian, que chegou a insinuar (e o mercado acreditou, a ponto de os juros futuros dispararem) uma reunião extraordinária do Copom para elevar a Selic dos atuais 6,50%. O presidente do BC, Ilan Goldfajn, e o Ministro da Fazenda, Eduardo Guadia, foram duros com os especuladores e Ilan ampliou para US$ 20 bilhões a cota semanal de swaps, acenando com romper o teto de US$ 110 bilhões do governo Dilma, menos de 23% das reservas cambiais. Ontem, Ilan voltou a disparar duro contra os especuladores e teve o reforço do secretário do Tesouro, Mansueto de Almeida. Mansueto disse que a situação fiscal do país hoje é melhor do que era no início do ano e que o Ministério da Fazenda não vê riscos fiscais diferentes do que há seis meses, como alardearam os especuladores que viram o Brasil prisioneiro de déficits duplos (o externo, inexistente, e o fiscal, que não piorou, segundo o secretário do Tesouro). Em tempo de campanha eleitoral as fake news campeiam soltas e fazem fortunas dos operadores que as manipulam (alô CVM). A Argentina deixou de pesar nas apostas, após o big acordo com o FMI. Mas, domingo sai nova pesquisa Data Folha e, na quarta, o FED deve aumentar os juros em 0,25 p.p.. Assim, as apostas já estão sendo feitas para a semana que vem. O Copom se reúne dia 20. Pelo sim pelo não, o Tesouro e o BC combinaram a compra e venda de papéis com resgate em nove meses (março). Já com o novo governo. Façam suas apostas. Meu conselho aos inexperientes. Não entrem em briga de grandes pit-bulls.