Dólar avança ante emergentes, em dia de mau humor com o real

O dólar subiu de maneira generalizada ante moedas de países emergentes, na esteira da aversão ao risco com o Brasil na sessão. Ao mesmo tempo, o euro se fortaleceu ante a divisa dos Estados Unidos, com os investidores já de olho na decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) na próxima semana.

A derrocada da Bovespa e do real levou junto moedas de países emergentes no mercado internacional nesta quinta-feira. As moedas da África do Sul, da Rússia e da Argentina acentuaram as perdas da sessão no começo da tarde.

No final da tarde desta quinta-feira, 7, em Nova York, o dólar saltava para 13,0321 rands, 62,466 rublos e 24,9890 pesos argentinos. A moeda americana recuava para 109,64 ienes, ao passo que o euro subia para US$ 1,1804.

"Os mercados emergentes retornaram ao front, à medida que o temor com Itália se dissipou", escreveram analistas do BBVA Research, em nota, que atribuiu parte do movimento ao mau humor com o real hoje.

Ainda no campo dos emergentes, o dólar caiu para 4,4963 liras turcas, no dia em que o banco central do país elevou a taxa de juros de 16,50% para 17,75%, sendo a mais recente ação de uma autoridade monetária desse grupo de países para debelar o enfraquecimento das divisas.

Por sua vez, o euro subiu, com comentários sobre a proximidade do fim do programa de relaxamento quantitativo (QE).