PIB do Chile cresce 4,2% no primeiro trimestre

O Produto Interno Bruto do Chile (PIB) cresceu 4,2% no primeiro trimestre do ano, seu maior nível em cinco anos, pelo impulso da mineração - informou o Banco Central (BC) nesta sexta-feira (18).

"Durante o primeiro trimestre de 2018, a atividade econômica cresceu 4,2% em relação ao mesmo período de 2017, seguindo com a tendência de alta iniciada há um ano", disse o BC em um informe.

Nos três primeiros meses do ano, foram observados aumentos na maioria das atividades, com destaque para a mineração do cobre, do qual o Chile é seu primeiro produtor mundial.

Em menor medida, também se destacaram comércio e serviços pessoais, enquanto que as atividades agropecuárias e de pesca se contraíram.

No período, o PIB também se viu estimulado pela demanda interna, que cresceu 3,8% e, em menor medida, pela alta das exportações (bruto), que aumentaram 7,2%. As importações cresceram 6,2%.

O investimento também contribuiu para o resultado, depois da alta generalizada da formação bruta de capital fixo em 3,6%.

O Banco Central espera, para este ano, uma expansão da economia em algo entre 3% e 4%, depois da frágil expansão de 1,5% registrada em 2017.

pa/gm/tt