Levantamento aponta que desenvolvimento de apps pode render até R$ 1.900 por projeto

Nos últimos anos, vem crescendo a gama de oportunidades de trabalho na área de tecnologia, mais especificamente trabalhos relacionados à internet. De acordo com um levantamento realizado pela Workana, plataforma de trabalho freelance com atuação em toda a América Latina, profissionais das áreas de desenvolvimento de apps, marketing digital e design serão alguns dos mais procurados em 2018.

Guillermo Bracciaforte, cofundador da Workana, aponta que o crescimento se dá devido à necessidade de empresas de se adaptar ou até mesmo de entrar no meio digital. "Com isso, surgem também ainda mais oportunidades para os profissionais. Aqueles que possuem capacitações específicas e investem em cursos voltados à tecnologia, estão com mais facilidade na hora de encontrar um trabalho", aponta Bracciaforte.

Para quem está pensando em trabalhar com internet, a Workana levantou o ticket médio que cada área ganha por trabalho freelance executado. Destaque para desenvolvimento de sites e apps, áreas que pagam mais - a remuneração pode chegar a R$ 1.900,00 para cada projeto executado.

Marketing Online - R$809,00

Desenvolvimento de apps - R$1900,00

Design de Infográficos - R$587,00

Desenvolvimento de sites - R$1.433,00

Produção de conteúdos - R$365,00

Web design - R$1.013,00

TI e programação - R$1.716,00

Na Workana é possível contratar e oferecer serviços nas áreas de TI e programação, design e multimídia, tradução e conteúdos, marketing e vendas, suporte administrativo, jurídico, finanças e administração e engenharia e manufatura. Para encontrar, basta acessar o site www.workana.com.

Sobre a Workana

Fundada em 2012, a Workana é um marketplace que conecta freelancers a empresas e possui atuação em toda a América Latina. A plataforma oferece flexibilidade e agilidade na contratação de profissionais para os projetos cadastrados. Com quatro anos de atuação, a empresa já atingiu a marca de 250 mil projetos postados na plataforma e possui, atualmente, mais de 500 mil freelancers cadastrados.