Marfrig retorna na 3ª prévia do Ibovespa; inclusões de CVC, B2W e Gol confirmadas

A B3 divulgou nesta sexta-feira, 4, a terceira prévia da carteira teórica do Ibovespa, que será válida de maio a agosto de 2018, com a inclusão de CVC, B2W e Gol confirmadas e o retorno de Marfrig, que havia saído na primeira prévia. A ação da produtora de proteína animal voltou com peso de 0,222%, próximo do informado na carteira válida para janeiro a abril de 2018 (0,228%).

CVC aparece com peso de 0,569%, inferior ao de 0,614% informado na segunda prévia. Embora o papel acumule alta de 10,88% em 2018, e de quase 75% nos últimos 12 meses, nos primeiros dias de maio a ação já recuou 7,4%.

O peso de B2W, por sua vez, aumentou de 0,313% para 0,333% enquanto o de Gol diminuiu de 0,201% para 0,166%.

Impulsionada pela alta do minério de ferro, nesta prévia Vale ON (11,228%) superou o Itaú Unibanco PN (10,440%) como papel com maior peso, seguido por Bradesco PN (7,733%) e Ambev ON (7,055%). Já o peso das ações PN da Petrobras aumentou, de 6,325% para 6,733%. As ações ON, que tinham participação de 3,968%, passaram para 4,000%.

A ação da BRF aparece com participação de 1,358% na terceira prévia do Índice Bovespa, o que implica uma avanço de 0,153 ponto porcentual, na comparação com os 1,205% da prévia anterior. Nas últimas semanas o papel esteve no foco dos investidores, com a eleição de Pedro Parente, presidente da Petrobras, para a presidência do conselho da BRF.

Beneficiada pelas ofertas públicas iniciais (IPOs) no setor de saúde, Qualicorp é outro destaque entre os papéis que recuperaram participação. Nesta prévia a participação da empresa na carteira subiu de 0,390% para 0,481%. O sucesso dos recentes IPOs no setor - da Notredame Intermédica e da Hapvida -, trouxe uma nova referência de preços para o segmento.