Bancos investem R$ 19,5 bi em tecnologia

Após dois anos de retração, gastos aumentaram  5% em 2017

Os gastos dos bancos com tecnologia, seja com investimentos ou despesas, totalizaram R$ 19,5 bilhões em 2017, representando alta de 5% em relação a 2016, segundo pesquisa divulgada ontem pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), realizada em parceria com a consultoria Deloitte. Dessa forma, houve uma retomada no aumento dos gastos por parte dos bancos, após dois anos em queda - em 2016 foram gastos R$ 18,6 bilhões e em 2015, R$ 19,1 bilhões. Os valores, porém, seguem abaixo do recorde registrado em 2014, de R$ 21,4 bilhões. 

O setor financeiro divide a liderança dos gastos em tecnologia com o governo, que, historicamente, lidera os investimentos no segmento. Apenas os investimentos dos bancos em 2017 atingiram R$ 6 bilhões, representando incremento de 13% frente a 2016. Desse total, os aportes em software somaram R$ 3,5 bilhões, seguido por hardware (R$ 2,2 bilhões) e telecom (R$ 300 milhões). 

Pelo lado das despesas com tecnologia, houve crescimento de 1,5%, para R$ 13,5 bilhões, puxado pelos gastos com softwares (R$ 6,3 bilhões), hardware (R$ 4,1 bilhões) e telecom (R$ 3,1 bilhões). Em relação aos canais, a pesquisa apurou um aumento de 10% no total de transações, que somaram 71,8 bilhões de movimentações bancárias. Este crescimento foi liderado pelos canais digitais, com alta de 30%. No ano passado, foram 25,6 bilhões de transações por meio do mobile banking, ante 18,6 bilhões registradas em 2016, alta de 37,6%. Enquanto isso, as transações com internet banking aumentaram 2%, para 15,5 bilhões. Na sequência aparecem as movimentações por meio de autoatendimento (9,9 bilhões), pontos de venda no comércio (9,4 bilhões) e agências bancárias (5,5 bilhões). A participação do mobile banking no total das transações bancárias cresceu 3,5 vezes em relação a 2011, confirmando como a opção preferida para realizar operações bancárias. 

De acordo com a pesquisa, 59 milhões de clientes utilizaram contas com mobile banking nos últimos seis meses, frente a 40 milhões de 2016 e 33 milhões de 2015. Já os clientes com internet banking somaram 59 milhões no ano passado, ante 46 milhões em 2016 e 42 milhões em 2015. O número de transações com movimentação financeira aumentou 6%, de 3,4 bilhões de operações em 2016 para 3,6 bilhões em 2017. Juntos, mobile e internet banking contabilizam 5,3 bilhões de operações com movimentação financeira em 2017. No geral, os dois canais representam 58% de participação no total das operações (com ou sem movimentação financeira).