Li Ka-shing, o homem mais rico de Hong Kong, anuncia aposentadoria

Li Ka-shing, o homem mais rico de Hong Kong, anunciou nesta sexta-feira que abandonará a presidência de uma de suas principais empresas, CK Hutchison.

"Decidi renunciar a meu posto de presidente do grupo e me aposentar como diretor geral na próxima assembleia geral anual", disse Li, de 89 anos, em um comunicado.

Li, chamado de 'Superman' e que completará 90 anos em julho, encerra assim as especulações sobre sua aposentadoria após 70 anos de carreira. Analistas esperam que ele repasse as funções a seu filho mais velho, Victor.

O empresário disse que a partir de agora atuará como "conselheiro principal" da empresa.