Bolsas da Ásia fecham pregão sem direção única

As bolsas do sudeste asiático encerraram o pregão desta segunda-feira (20) sem direção única, com a recuperação das bolsas da China no final do pregão e o mercado japonês prejudicado pela valorização do iene, principalmente em relação ao euro.

A pressão sofrida pelos mercados chineses no começo do dia foi devido a temores de que o governo chinês seja mais rígido na regulação dos mercados. O fato ocorre após os planos de Pequim revelados na semana passada de intensificar a monitoração de produtos de gestão de ativos vendidos por instituições financeiras.

O Xangai Composto teve alta de 0,28%, a 3.392,40 pontos, já o Shenzhen Composto teve alta de 0,90%, a 1.971,93 pontos.

Em Tóquio, o Nikkei foi influenciado pelo iene, que se fortaleceu ante o euro durante a madrugada. O índice japonês recuou 0,60%, a 22.261,76 pontos.

Em outros mercados da região, o Kospi, recuou 0,25% em Seul, a 2.527,67 pontos. O Taiex caiu 0,35% em Taiwan, a 10.664,55 pontos, já o Hang Seng teve alta de 0,21% em Hong Kong, a 29.260,31 pontos.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais