Após abrir sessão em alta, Bovespa recua no início da tarde

Corte da Selic pode ser anunciado esta quarta pelo Copom

O principal índice da bolsa de valores de São Paulo opera em baixa nesta quarta-feira (25), no dia em que a Câmara deve votar em plenário se o presidente Michel Temer deve ou não ser investigado durante o seu mandato. As ações da Eletrobras lideram a ponta positiva no começo desta sessão.

Caso consiga enterrar a segunda denúncia contra ele ainda nesta quarta, Temer deve editar a Medida Provisória de privatização da empresa de energia até a próxima sexta-feira (27). Já as ações da Vale operam em baixa, com a diminuição da demanda por minério de ferro na China.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) deu início nesta terça-feira (24) a penúltima reunião deste ano, com expectativa de nova redução na taxa básica de juros, a Selic. Entretanto, esse corte deve ser menor do que os anteriores, como vem indicando o BC. O corte deve ser anunciado nesta quarta.

Às 10h20, o índice avançava 0,69%, aos 76.876 pontos.

Às 12h37, o Ibovespa recuava 0,19%, aos 76.205 pontos.

Já o dólar recua nesta quarta. A sessão é de ajuste para a moeda após subir por quatro sessões consecutivas. O mercado exibe cautela diante do cenário político, com a sessão que vai votar denúncia contra o presidente.

Às 10h20, a moeda norte-americana recuava 0,23%, vendida a R$ 3,2360.

Às 12h41, o dólar caía 0,19%, a R$ 3,2373.

No cenário externo, operadores aguardam informações sobre o próximo diretor do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA). Senadores republicanos são a favor da nomeação de John Taylor.

Taylor é visto como alguém que pode colocar o Fed no caminho de aumentos mais rápidos dos juros em comparação com a atual chair do Fed, Janet Yellen, cujo mandato termina em fevereiro. Ele é economista formado em Stanford.